Polícia Civil prende responsável por filmar cena de sexo envolvendo menina de 13 anos

BONITO (MS): A Polícia Civil de Bonito tomou conhecimento de um vídeo que circulava nas redes sociais contando cenas de sexo envolvendo uma jovem de 13 anos de idade. A notícia do crime foi registrada na manhã desta quarta-feira (16) e os envolvidos foram identificados pelos policiais ainda naquela tarde.

O delegado de polícia responsável pelo caso, Dr. Gustavo Henriques Barros, representou pela prisão preventiva do suspeito e a ordem foi expedida menos de 12 horas após o início das investigações. O suspeito foi preso preventivamente na manhã desta quinta-feira por policiais civil da Delegacia de Bonito.

O crime teria ocorrido no final do ano passado, porém o vídeo passou a circular na internet em janeiro deste ano por meio de redes sociais de moradores de Bonito. O suspeito forneceu bebida alcoólica e manteve relação sexual com a vítima, que tinha 13 anos à data dos fatos, e gravou as cenas, mesmo sem a permissão da menor.

O inquérito policial vai apurar a ocorrência de quatro crimes: filmar, por qualquer meio, cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente, divulgar vídeo que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente, fornecer bebida alcoólica para adolescente e estupro de vulnerável, tipificados nos artigos 240, 241-A e 243 do Estatuto da Criança e do Adolescente e artigo 217-A do Código Penal. Se condenado, o suspeito pode pegar até 33 anos de prisão.

O delegado explica que produzir, reproduzir, dirigir, fotografar, filmar ou registrar cena de sexo explícito ou pornográfica, envolvendo criança ou adolescente, é crime. “Todo aquele que compartilha vídeo ou qualquer outro tipo de imagem contendo cena de sexo, nudez ou pornografia envolvendo criança ou adolescente também comete crime cuja pena pode chegar a seis anos de reclusão”, explica Dr. Gustavo.