Delegado Geral completa 2 anos a frente da Polícia Civil do Estado

CAMPO GRANDE (MS): O Delegado Geral da Polícia Civil – dr. Marcelo Vargas Lopes completou no dia 11 de abril, dois anos a frente do comando da instituição que possui mais de 2.200 profissionais entre Delegados, Investigadores, Escrivães, Peritos, Agentes de Polícia Científica e Papiloscopistas.

Durante esse período destacam-se a realização de concurso para investigadores, escrivães e delegados, a entrega de viaturas, coletes, fuzis, pistolas e munições por meio do programa MS Mais Seguro, criação da conta vinculada e a promoção automática.

Confira algumas das ações abaixo.

  • Membro do Conselho Nacional da Polícia Civil.
  • Em 2017, o concurso da Polícia Civil do Estado ofertou 210 vagas para os cargos de escrivão e investigador e 30 vagas para o cargo de delegado.
  • No dia 6 de abril foi autorizado concurso para 170 vagas, sendo 40 vagas para médico legista, 40 vagas para perito criminal, 40 vagas para papiloscopistas e 50 vagas para agente de polícia científica.
  • Alteração na Lei Orgânica da Polícia Civil referente às promoções. A partir de agora o policial civil precisa completar cinco anos na classe e fazer os cursos, passando assim, a ser habilitado automaticamente para a promoção.
  • Pelo programa MS MAIS SEGURO foram entregues 126 viaturas, 750 coletes balísticos, pelo menos 360 armas e mais de 340 mil munições de diversos calibres.
  • Criação do Grupo de Operações e Investigações (GOI), vinculado à estrutura orgânica e operacional da Delegacia-Geral da Polícia Civil, diretamente subordinado ao Departamento de Polícia da Capital.
  • Aprovação do projeto de lei que destina que o valor oriundo das taxas de serviços prestados pela Polícia Civil fique vinculado a uma conta administrada pela PCMS de forma a ser utilizada para o atendimento de pequenas despesas de pronto pagamento de suprimento de fundos. A lei também autoriza à Polícia Civil a firmar convênios, receber legados e doações, leilões próprios permitindo a reestruturação e fortalecimento da instituição.
  • Reformas da DEPACS.
  • Projeto de Prevenção e Orientação de Crimes no Âmbito Familiar.
  • Prevenção da Violência Doméstica Contra Mulheres entre 12 e 24 anos.
  • Reestruturação da Assessoria de Comunicação.
  • Dicas de Segurança Pública, Programa de rádio Segurança em Pauta.
  • Projeto Cidadão do Amanhã, onde policiais ministram palestra em parques da cidade onde a prefeitura do município atua com projetos esportivos.
  • Aquisição de Certificados de Assinatura Digital – Token.
  • Ações sociais de arrecadação de alimentos para o Cotolengo.
  • Projetos Outubro Rosa e Novembro Azul, de prevenção aos cânceres de mama e próstata respectivamente.
  • Implementação da Ouvidoria Geral da Polícia Civil.